Especial Dia das Bruxas: confira 4 das mais bizarras lendas urbanas brasileiras
Especial Dia das Bruxas: confira 4 das mais bizarras lendas urbanas brasileiras
Leia se você tiver coragem...
Postado em 31/10/2018
Imagem:Youtube/Reprodução

Quem não gosta de uma boa lenda urbana, não é mesmo?


Pois bem, para celebrar o dia das bruxas, vamos apresentar 4 histórias super assustadoras que circulam pelo Brasil afora.


Se você é uma pessoa sensível e facilmente impressionável, talvez seja melhor pular algumas delas. Afinal, se elas são verdadeiras ou não, ninguém sabe. Mas que elas vão te tirar o sono à noite… ah, elas vão.


#1 A menina sem nome


Reza a lenda que, em 1970, uma menina foi estuprada e morta numa praia de Recife e, quando seu corpo foi encontrado, apesar de todos os esforços da mídia local, nenhum familiar apareceu para fazer o reconhecimento. 


Sem ter sua identidade revelada, a garota foi, por fim, enterrada numa vala comum como indigente.


Dois anos depois, como de costume, o corpo foi desenterrado, mas, para a surpresa geral, ele encontrava-se absolutamente intacto no caixão. 


Não demorou muito para a menina ser considerada uma santa, por alguns. Mas há também aqueles que veem a história por um outro ângulo - e dizem que a garota é, na verdade, um demônio. 


Seja como for, é curioso o fato de que muitos acidentes de carro ocorrem nas proximidades do cemitério. E a maioria alega ter visto ‘uma menina’ no meio da rua instantes antes do acidente acontecer.


#2 Fofão satânico


Verdade ou mentira? Ninguém sabe. Mas que é sinistro... ah, isso é.

Esta lenda, muito popular na década de 1980 no Brasil, conta que o bizarro personagem infantil Fofão tinha conexões com o tinhoso e que, para dar continuidade ao pacto demoníaco, ele era objeto de inúmeros bonecos nos quais era possível encontrar...  um punhal escondido.


Associando o brinquedo ao famoso “Chucky, o boneco assassino”, muitos jogaram fora os brinquedos da marca. Outros chegaram a mesmo abrir o bonecos do personagem para verificar a veracidade da história - e alguns disseram que é verdade mesmo.


#3 O menino chorão



De acordo com esta lenda, o artista do quadro acima teria feito um pacto com o capiroto para enriquecer e ficar famoso. 


Como parte do acordo, ele teria, num ritual satânico, assassinado o menino da obra e amaldiçoado a todos que viessem a comprar a pintura. 


O boato ganhou enorme força após vários incêndios sem explicação ocorrerem nas casas em que uma cópia do quadro estava presente. Não bastante, alguns acreditam que, se você virar o quadro de lado, é possível ver o diabo engolindo o menino.


Bizarro. 


#4 Xuxa satânica


A Rainha dos baixinhos sempre esteve cercada por um monte de boatos. O mais frequente deles, contudo, é aquele segundo o qual ela teria feito um pacto com o tinhoso para alcançar a fama.



Dentre as alegações que corroboram a teoria, algumas pessoas apontam que tocar suas músicas de trás para frente revelaria mensagens subliminares de conteúdo satânico. 


Outras, mais criativas, chegam a afirmar que a cantora infantil faz várias menções ao coisa-ruim em seus gestos e palavras, além de doar periodicamente sangue para a igreja Satanista (oi?).


Mas, alheia a tudo isso, Xuxa leva tudo na brincadeira e recentemente até se auto-parodiou num vídeo promocional da Netflix. 



Rainha é rainha, né?


E você, acredita em alguma dessas lendas?