Britânica mete tabefe em funcionário de aeroporto em Bali, confira o vídeo
Britânica mete tabefe em funcionário de aeroporto em Bali, confira o vídeo
A mulher ficou furiosa ao saber que teria de pagar uma multa altíssima para sair do aeroporto
Postado em 3/08/2018
(Foto: Metro/Reprodução)

Os britânicos são, no nosso imaginário, sempre pessoas elegantes, extremamente polidas e recatadas, não é mesmo? 


Bom, para toda regra, existe uma exceção.


No sábado (30), a turista britânica, Auj-e Taqaddas, resolveu mostrar o outro lado da moeda no Aeroporto Internacional de Ngurah Rai, em Bali. Quando informada que teria de pagar uma multa altíssima para sair do aeroporto, a inglesa simplesmente perdeu as estribeiras e meteu um tapa no rosto de um funcionário. 


(Foto: Metro/Reprodução) 


Sobre o motivo da multa, o porta-voz do setor da Imigração, Agung Sampurno, explicou que: “no caso, ela tinha ficado mais tempo na Indonésia do que o permitido em seu visto”.


Assim que foi constatada a irregularidade em seu passaporte, a mulher, de 42 anos, foi levada ao escritório da Imigração para resolver a questão. Seu visto estava vencido desde 18 de fevereiro.


“Logo de início, quando a gente percebeu o problema, ela já estava exaltada”, disse Sampurno.


(Foto: Metro/Reprodução) 


No escritório, Taqaddas foi informada de que, em situações como a dela, os estrangeiros tinham de pagar uma multa de 25 dólares por dia excedente ao prazo do visto. Como ela tinha permanecido ilegalmente no país por 160 dias, o montante final era de 4 mil dólares (o equivalente a aproximadamente R$ 15 mil). 


A inglesa, por motivos óbvios, não ficou muito contente com a notícia e começou a gritar com o oficial, que,  diante da reação furiosa, tentou tirar o passaporte das mãos dela. 


Sem pensar duas vezes, a mulher, então, virou a mão no rosto dele.


 

“Ela deu um tapa no nosso oficial, que é um guarda muito respeitado. Ela agrediu um membro da Imigração, o que é o mesmo que agredir representantes da nação. Então chamamos a polícia”, relatou Ngurah Rai Aris Amran, chefe do setor da Imigração.


(Foto: Metro/Reprodução)


“Ela fingiu não saber que tinha excedido o prazo do visto. Mas todo mundo que viaja tem ciência de que esse prazo existe, e o prazo dela tinha acabado em fevereiro", continuou ele.


Segundo o site Coconuts Bali, Taqaddas ainda está detida no país. “Agora ela não pode mais ser dispensada, nem tampouco pode ir para casa. Primeiro ela tem que esperar sua infração ser processada, e efetuar o pagamento das multas”, afirmou Sampurno. “E se não quiser pagar, permanecerá presa”.


Alguém mais achou ela a cara da Tulla Luana?