Cabeça decapitada de cascavel morde braço do homem que a matou no Texas
Cabeça decapitada de cascavel morde braço do homem que a matou no Texas
Para essa serpente, vingança é um prato que se come quente
Postado em 7/06/2018


A picada venenosa de uma serpente é o pior pesadelo de qualquer pessoa. Imagine só ser picado por uma que você acabou de matar – e ainda pior: ser mordido pela sua cabeça decapitada!


Não, não é a história de um filme apocalíptico sobre “cobras-zumbi”. Esse foi um episódio verídico que ocorreu, recentemente, no estado americano do Texas, no qual um homem chamado Jeremy Sutcliffe teve de ser levado às pressas para o hospital, após ter sido picado justamente pela cascavel que havia acabado de matar.


Segundo disse sua mulher, Jennifer Sutcliffe, à estação de TV local, Jeremy estava cuidando do jardim no quintal da sua casa quando avistou o animal de 1,25 m de comprimento. Ele então cortou a cabeça da “invasora” e, em seguida, tentou remover os seus restos mortais do jardim.


Foi então que veio a surpresa: a cabeça decapitada da cascavel mordeu o seu braço! Ao invés de “matar a cobra e mostrar o pau”, Jeremy teve de ser levado às pressas para um hospital local, onde recebeu um total de 26 doses de antídoto para veneno de serpentes. Felizmente, agora ele está em situação estável.


Segundo Leslie Boyle, médica especialista em tratar envenenamentos, serpentes mortas ainda são capazes de reagir a estímulos externos, inclusive quando se deparam com alguma possível ameaça, disse ela ao portal Gizmodo. A Dra. Boyle relatou já ter atendido casos de pacientes picados por serpentes mortas há horas – e, até mesmo, anos!


Por isso, ela recomenda que, caso você se depare com um desses animais venenosos no seu quintal, o melhor curso de ação é chamar um especialista para remover a serpente de forma segura ou, caso você tenha como se proteger adequadamente, remover a serpente você mesmo.


Todo cuidado é pouco quando se trata de cascavéis venenosas!


E você, já se deparou com alguma serpente antes? Se sim, como reagiu?