Dia dos Namorados: Conheça os 4 maiores monumentos construídos em nome do amor
Dia dos Namorados: Conheça os 4 maiores monumentos construídos em nome do amor
No quesito “declaração de amor”, esses românticos certamente deixaram sua marca
Postado em 12/06/2018

Quando o Dia dos Namorados se aproxima, todos se tornam românticos incuráveis. Não faltam declarações espetaculares, presentes bem elaborados e momentos emocionantes que amolecem até os mais duros corações de pedra.


Neste dia dos namorados, vamos relembrar algumas das maiores declarações de amor da história – literalmente, as maiores! Quem sabe você não se inspira na hora de dar um presente para o seu amor?


1. Taj Mahal – Shah Jahan e Mumtaz Mahal


Talvez o monumento mais famoso da lista, o incrível Taj Mahal, situado em Agra, na Índia, é considerado uma das Sete Maravilhas do Mundo. Sua construção se deu, no século 17, a mando do Imperador Mugal Shah Jahan.


Shah Jahan construiu o magnífico palácio como um mausoléu para abrigar o corpo da sua amada esposa, a princesa persa Mumtaz Mahal. Os dois se conheceram ainda jovens, e sua história de amor logo os levaria ao casamento.


Mumtaz faleceu em 1631, devido a complicações no parto do 14º filho do casal. Após a sua morte, em 1666, Shah Jahan também viria a ser sepultado no Taj Mahal, para que pudesse passar o resto da eternidade ao lado da sua amada.


2. Memorial Ashton – Lord Ashton e Jessie Hulme



No topo de uma idílica colina, com uma privilegiada vista para o mar, encontra-se um dos mais belos monumentos modernos da Inglaterra: o Memorial Ashton.


Situado na cidade de Lancaster, o chamado “Taj Mahal do norte” foi construído em 1906, pelo aristocrata inglês Lord Ashton, para servir de mausoléu à sua amada segunda esposa, Jessie Hulme.


O local foi aberto ao público logo após a sua inauguração, em 1909, e até hoje cede seu espaço para a realização de vários tipos de eventos – inclusive, casamentos!


3. Petit Trianon – Luís XV e Madame de Pompadour 


O Petit Trianon, parte do imenso complexo do Palácio de Versalhes, foi originalmente construído pelo rei francês Luís XV, como um presente para a sua amante, a Madame de Pompadour.


Infelizmente, Pompadour morreria quatro anos antes do fim das obras, jamais tendo visto o belo monumento em estilo neoclássico que lhe foi dedicado.


Anos depois, o sucessor de Luís XV, o jovem rei Luís XVI, daria o pequeno palacete de presente à sua bela noiva, Maria Antonieta, que viria a se tornar a sua ocupante mais famosa. 


Em 1867, o Petit Trianon foi convertido em um museu sobre a vida e a história de Maria Antonieta, função que cumpre até hoje.


4. Templo Kōdaiji –  Nene e Toyotomi Hideyoshi



Construído em 1606, o templo Kōdaiji, localizado em Quioto, no Japão, é o único monumento da lista que foi projetado e dedicado por uma mulher: Nene, a esposa samurai de Toyotomi Hideyoshi, um dos líderes responsáveis pela unificação do Japão no século 16.


Após a morte de Hideyoshi, Nene se tornou uma sacerdotisa, adotando o nome de Kōdai-in, e construiu o templo Kōdaiji em memória do seu falecido marido.


Hoje, o templo é considerado um monumento nacional do Japão e pertence à seita Rinzai, do Budismo Zen, que preserva seus belíssimos interiores e os incríveis jardins Zen que o cercam.


E você, o que vai dar de presente para o seu amor neste Dia dos Namorados?