“Deadpool 2” é proibido para menores: nem mesmo os acompanhados pelos pais podem entrar
“Deadpool 2” é proibido para menores: nem mesmo os acompanhados pelos pais podem entrar
Cinemas oferecem reembolso para quem comprou entradas na pré-venda
Postado em 17/05/2018

Embora tenha tentado negociar com o Ministério da Justiça, a Fox Film do Brasil não teve sucesso em obter uma classificação indicativa mais baixa para o novo filme do super-herói, o qual estreia no Brasil nesta quinta-feira (17). O longa, estrelado por Ryan Reynolds e pela brasileira Morena Baccarin, será, por fim, restrito a espectadores maiores de 18 anos - a regra vale inclusive para aqueles que estejam acompanhados dos pais ou responsáveis. Os cinemas foram orientados a, nem mesmo nesses casos, permitir a entrada de menores.


Segundo o Departamento de Políticas de Justiça do Ministério, o longa recebeu essa classificação por conter cenas de “drogas, violência extrema e conteúdo impactante”. 


Em resposta à restrição, algumas redes de cinema e de serviços online de venda de ingresso se viram obrigadas a oferecer reembolso àqueles clientes menores de 18 anos que já haviam adquirido entradas para o filme há semanas, durante a pré-venda. É o caso do Cinemark, o qual em comunicado no Twitter passou orientações aos clientes (veja a seguir).



 Quando questionada sobre o fato, a distribuidora brasileira se limitou a declarar-se surpresa com a medida, tendo em vista que o primeiro filme da franquia, Deadpool (2016), recebera classificação indicativa de 16 anos e era bem mais violento que o atual. 


A decisão, por motivos óbvios, gerou a revolta de fãs, que lotaram a internet com reclamações. 


E você, o que achou?