Golfinho no cio faz prefeito da França interditar praias
Golfinho no cio faz prefeito da França interditar praias
O animal tem demonstrado comportamentos “íntimos” demais para com os banhistas, deixando a prefeitura preocupada com o bem-estar da população
Postado em 30/08/2018
(Foto: David Goldman / AP file)

Esta semana, na França, uma praia teve de ser interditada após diversos banhistas relatarem ter sido assediados por um golfinho. O animal, apelidado de “Zafar”, é um golfinho-roaz já famoso na área. Até pouco tempo atrás, ele nadava pelas água da Baía de Brest e interagia pacificamente com as pessoas. Nos últimos meses, no entanto, seu comportamento mudou e, agora, ele é considerado perigoso pela prefeitura.


(Localização da Baía de Brest e da cidade de Landévennec. Imagem: BBC/Reprodução)


Segundo informou a BBC, desde junho, Zafar começou a se portar de forma muito “íntima” com as pessoas na praia, esfregando-se agressivamente nelas e chegando a impedir que voltassem para a terra firme. Para se ter uma ideia do problema, num desses episódios, uma mulher teve até de ser resgatada pela guarda costeira.


Conforme explicaram especialistas da vida marinha, a conduta do golfinho se deve ao fato de ele “estar no cio” e, provavelmente, não ter encontrado uma parceira. Diante da frustração sexual, o animal, então, busca se “saciar” com a presença de banhistas desavisados.


(Golfinhos no cio podem se tornar muito violentos e perigosos, apontam especialistas. Foto: Valery Hache/AFP/Getty Images)


É certo que não houve nenhuma vítima grave das investidas de Zafar, mas as autoridades francesas preferiram não arriscar. Para prevenir ataques mais “incisivos” do animal, portanto, o prefeito da cidade de Landévennec, Roger Lars, decidiu por interditar todas as praias locais. 


Embora a situação possa parecer engraçada, biólogos alertam que o comportamento de um golfinho “excitado” pode ser muito perigoso, em especial porque eles são muito fortes e podem se tornar extremamente violentos.