Guaxinim é queimado vivo por homem de 88 anos na Flórida
Guaxinim é queimado vivo por homem de 88 anos na Flórida
Segundo declarações do autor do crime, o animal teria roubado suas mangas do quintal; os vizinhos estão horrorizados
Postado em 21/08/2018
(Foto: Esquerda: WKMG/Reprodução, Direita: Wikimedia Commons/Reprodução)

Semana passada, na Flórida, um senhor de 88 anos foi preso após ter posto fogo em guaxinim que apareceu em seu quintal. Segundo o autor do crime, o ato foi uma medida de “defesa”, porque o animal havia comido algumas das frutas em sua mangueira. Na sexta-feira (17), o homem foi liberado da prisão, depois de pagar 2 mil dólares de fiança. 


Conforme relatou à polícia de Palm Bay, Ezra James teria ficado com medo de que o pobre guaxinim o mordesse ou lhe transmitisse doenças como a raiva, então o aprisionou numa gaiola de metal, banhando-o em gasolina, acendeu um fósforo e, por fim, queimou-o vivo.


(Ezra James declarou ter ficado com medo que o animal o mordesse. Foto: WKMG/Reprodução)


Diante de tal cena, uma vizinha de James logo chamou as autoridades, as quais, chegando ao local, tiveram de atirar no animal, que estava agonizando em chamas. Questionado do por que de tamanha crueldade, o senhor de 88 anos afirmou não saber que a polícia viria ajudá-lo se ele tivesse ligado para ela. 


"Em 88 anos de vida, essa é a primeira vez que eu tenho que ir para a cadeia", disse Ezra James a WKMG. “Eu nunca pensei em matar ninguém na minha vida. Nenhum homem, nenhuma mulher, nenhuma criança”.


(O pobre guaxinim teve de ser sacrificado no local pela polícia. Foto: Unsplash.com/Reprodução)


Ainda em entrevista a WKMG, o americano disparou que a vizinha que chamou as autoridades era “uma mulher perversa” e intrometida. “Minha vida é só da minha conta. Eu não levo minhas coisas para outras pessoas”, declarou ele, afirmando também que não irá pedir desculpas a ninguém pelas suas ações.


A vizinhança em Palm Bay está horrorizada. Nancy Gill, uma das moradoras do bairro de James, disse a WKMG que nunca imaginaria algo assim acontecendo por lá. “Eu jamais pensaria que ele faria isso”, afirmou. “Eu espero que ele reconsidere [suas ações], porque Deus não quer que façamos coisas assim”.


Já segundo outra vizinha de James, Ana DeJesus, é evidente que o homem tem problemas mentais. “Talvez ele tenha pirado para chegar a fazer tamanha brutalidade”. 


Seja como for, esperamos sinceramente que nenhum outro animal cruze o caminho de James.