Homem flagrado fazendo sexo com cavalo alega consentimento: “piscou para mim”
Homem flagrado fazendo sexo com cavalo alega consentimento: “piscou para mim”
O animal, de apenas 2 anos, encontra-se terrivelmente traumatizado com o incidente. “Isso é muito doentio”, afirmou seu treinador.
Postado em 19/07/2018

Um australiano foi preso no começo do ano após ter sido pego fazendo sexo com um equino num estábulo em New South Wales. De acordo com o site News Australia, o infrator teria se defendido às autoridades, afirmando que recebera consentimento do animal por meio de uma piscada. Pego em flagrante, Daniel Raymond Webb-Jackson, de 31 anos, foi detido e passou seis meses na cadeia. A partir da semana que vem, contudo, ele poderá sair em liberdade condicional.


Cerca de um mês antes do ocorrido, vários fazendeiros da cidade de Grafton, na Austrália, começaram a suspeitar da ocorrência de atividades “incomuns” em seus estábulos. Temendo por suas criações, eles então decidiram instalar câmeras de vigilância nos locais para averiguar a situação. Em 22 de janeiro, as suspeitas se concretizaram quando uma das câmeras soou o alarme, e um homem foi visto abrindo os estábulos.


Segundo o Daily Examiner, Daniel foi encontrado pela polícia agachado ao lado de um cavalo num dos estábulos. Quando abordado, ele teria admitido haver praticado sexo com um dos animais, negando, contudo, ter sido esse um ato de crueldade. Seu argumento é que o equino em questão teria cheirado sua virilha e lhe dado uma piscada, atitudes essas interpretadas por ele como uma forma de consentimento.


A opinião do treinador do cavalo, no entanto, é outra. Conforme declarou ao Daily Examiner, o animal encontra-se terrivelmente traumatizado, tendo mudado completamente seu comportamento após o incidente. "A potrinha era muito calada, mas agora está extremamente tensa", disse ele. “Ela tem apenas dois anos. Isso é muito doentio”.


Daniel foi condenado a dez meses de encarceramento por crueldade contra animais, além de ser multado em 518 dólares (aproximadamente R$ 2 mil).