Katy Perry nega ter sido estuprada por Dr. Luke, após acusações de Lady Gaga e Kesha
Katy Perry nega ter sido estuprada por Dr. Luke, após acusações de Lady Gaga e Kesha
Em seu depoimento, divulgado na segunda, a cantora diz que nunca teve qualquer tipo de envolvimento sexual com o produtor musical
Postado em 28/08/2018
(Foto:Jeff Kravitz)

Na segunda-feira (27), foram divulgados vários documentos do processo de difamação movido por Dr. Luke contra Kesha, incluindo diversos depoimentos de pessoas famosas. Dentre os nomes mencionados estava o de Katy Perry, que, em seu testemunho, pôs uma pedra sobre os rumores de que havia sido estuprada pelo produtor musical.


“Definitivamente não”, respondeu a cantora quando perguntada se Dr. Luke “a havia agredido sexualmente”. 


Katy também negou ter tido qualquer envolvimento sexual com o produtor, seja consensual ou não, além de afirmar nunca ter sido drogada por ele, ou ter “brincado” com alguém dizendo que fora estuprada por ele.


(Katy Perry, Dr. Luke e Kesha. Foto: Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images; Jason LaVeris/FilmMagic; Mark Sagliocco/WireImage)


As alegações de que a popstar teria sido uma vítima de violência sexual nas mãos de Dr. Luke surgiram pela primeira vez em junho do ano passado. Na época, o produtor musical teria acusado Kesha e Lady Gaga de espalharem o rumor sobre o possível abuso. 


Em seu depoimento, Lady Gaga não negou o fato, reafirmando ainda ter ouvido as alegações do “boato” diretamente da boca de um outro diretor musical de renome, John Janick. “Eu não sei se ele [John Janick] usou a palavra ‘boato’. Não me lembro exatamente de como ele disse aquilo. Só me lembro de que o fato foi mencionado”, explicou ela. “Ele estava lá para apoiar [Kesha] e eu tive uma conversa com ele e ela sobre o que poderíamos fazer para falar com a Sony, e talvez trazê-la para a Interscope, e que eu cuidaria dela. Então ele disse algo como ‘eu ouvi por aí que ele [Dr. Luke] estuprou a Katy também’”.


(Kesha processou Dr. Luke, alegando que teria sido estuprada por ele em 2005. Foto: Mary Altaffer / AP Photo)


O conflito entre Kesha e Dr. Luke ganhou publicidade em meados de 2014, quando a cantora entrou com uma ação contra ele, afirmando ter sido drogada e abusada física e mentalmente por ele. Dois anos depois, após perder uma batalha contra a gravadora Sony, na qual pedia para ser liberada de seu contrato vigente, Kesha desistiu da ação e o assunto morreu.