Krampusnacht: conheça a tradição natalina europeia de se vestir de monstro para assustar crianças na rua
Krampusnacht: conheça a tradição natalina europeia de se vestir de monstro para assustar crianças na rua
O evento reúne todos os anos centenas de pessoas com o objetivo de causar terror nos pequenos - enquanto os pais só dão gargalhadas
Postado em 24/12/2018
The Sun UK/reprodução

O Natal é uma época para reunir a família, trocar presentes e espalhar o amor por todos os cantos, não é mesmo? 


Bom, se você pensa assim, talvez esta tradição europeia vai te deixar um pouco chocado. Estamos falando do Krampusnacht, um evento natalino no qual as pessoas se vestem de demônios e monstros e saem correndo atrás das crianças nas ruas para assustá-las. Divertido, né? 


(Centenas de pessoas se vestem de monstros para perseguir crianças nas ruas. Quem nunca quis fazer isso? Foto: The Sun UK/Reprodução)

A figura central da festividade é o demônio com cabeça de cabra Krampus, quem, embora pareça ser uma personagem vinda direto do Halloween, é, na verdade, uma das grandes estrelas das celebrações de dezembro em muitos países europeus, como Alemanha, Áustria, Hungria, Eslovênia e República Checa. 


Segundo a tradição, enquanto as crianças bem comportadas são visitadas pelo Papai Noel na noite de Natal, as malcriadas recebem, por sua vez, a visita do demônio Krampus. Mas, ao contrário do bom velhinho, o monstro não traz consigo nenhum presente - muito pelo contrário. Ele vem somente para punir os pestinhas travessos pelo seu comportamento reprovável durante o ano, dando-lhes palmadas e, às vezes, até sequestrando-os em sua cesta bizarra.


(Evento na Baviera, este ano. Parece tudo, menos uma festividade natalina. Foto: Rove/Reprodução) Em geral, o evento do Krampusnacht ocorre, todo ano, no começo do mês de dezembro. Na ocasião, centenas de pessoas por toda a Europa se vestem com fantasias assustadoras e saem correndo atrás das crianças na rua, fazendo de tudo para aterrorizá-las. Acredite ou não, tudo isso se dá em plena luz do dia.


Os pequenos nem sempre curtem muito a festividade e acabam correndo em direção aos seus pais para pedir refúgio. Mas os adultos - mesmo quando veem seus filhos sendo atormentados por estranhos - simplesmente se deliciam e acham graça de tudo.


E ainda há quem diga que os europeus não têm senso de humor...