Liberação do cultivo caseiro da maconha é tema de votação popular no portal do Senado Federal
Liberação do cultivo caseiro da maconha é tema de votação popular no portal do Senado Federal
Autor da ideia afirma que o objetivo é impedir o tráfico
Postado em 22/05/2018
Legalização da Maconha
O e-Cidadania é um portal criado pelo Senado Federal para estimular a participação das pessoas no processo de criação de leis. Funciona assim: qualquer um pode ir até o site do senado e divulgar seu projeto de lei com uma curta descrição. Caso sua “Ideia Legislativa” receba mais de 20 mil votos, o Senado irá debatê-la.

Desde sua criação, várias questões polêmicas têm ganhado visibilidade graças às propostas inseridas no site e divulgadas em redes sociais. Foi o caso do projeto que visava à criminalização do funk por exemplo, que foi tema de discussões em redes sociais e no dia a dia das pessoas.


O projeto polêmico atual foi criado por Leandro Max, do Rio Grande do Norte. O objetivo é a liberação do cultivo caseiro de Cannabis (popular maconha) como forma de combate ao tráfico. Segundo o autor da proposta, uma das causas da corrupção no país é a influência do narcotráfico nas esferas políticas, jurídicas e policiais.


O cultivo próprio poderia, portanto, diminuir o comércio ilegal da maconha e “tirar essa fonte de renda do tráfico”. O autor, por fim, afirma que o que financia o tráfico não é o usuário e sim a proibição. No momento da redação desse texto, a proposta já havia recebido 23.739 votos, o suficiente para ser debatida pelo senado.


Não é a primeira vez que este tópico é citado no portal, Gabriel Henrique Rodrigues conseguiu que uma proposta similar fosse aprovada e virasse um projeto de lei. Ele, no entanto, se diz insatisfeito, pois Marta Suplicy, relatora do projeto, mostrou-se parcial e permitiu apenas o uso medicinal. Gabriel disse que, assim que a tramitação estiver finalizada, fará nova proposta no portal, com termos ainda mais claros.


Existem diversos países que permitem o uso recreativo e medicinal de Cannabis. Um dos argumentos é a possibilidade de taxação, caso a planta seja comercializada de maneira legal, o que gera impostos para o governo. O polêmico pré-candidato à presidência da república, Jair Bolsonaro, já afirmou ser contra qualquer tipo de legalização da maconha, como pode ser visto no vídeo abaixo.



E você o que pensa sobre o assunto? Acha que o Cannabis deveria ser legalizado para cultivo? Ou você prefere que o governo legalize a venda, taxando-a e gerando recursos? Ou não quer que a mesma seja legalizada de forma alguma? Deixe seu comentário e compartilhe sua opinião!