Mulher é deixada com o “rosto pendurado” após ser atacada com um martelo em Londres
Mulher é deixada com o “rosto pendurado” após ser atacada com um martelo em Londres
Testemunhas disseram que o agressor saiu “calmamente em sua bicicleta”, balançando o martelo, depois de brutalmente atingir as vítimas
Postado em 20/08/2018
(Foto: London News Pictures)

Um homem portando um martelo atacou duas mulheres em Londres, na tarde de domingo (19). As vítimas, que eram mãe e filha, estão em estado crítico num hospital no sul da capital inglesa. O principal suspeito é Joe Xuereb, um jovem de 27 anos, quem se acredita ter distúrbios mentais.


(Joe Xuereb, de 27 anos, foi preso sob suspeita de ter realizado os ataques. Foto: Press Association/The Sun UK/Reprodução)


Segundo relatos, o agressor chegou até às duas senhoras, de 64 e 30 anos, sem nenhum motivo aparente, e repentinamente começou a bater nelas com o martelo. Após o ato violento, testemunhas narram que ele deixou a cena “calmamente em sua bicicleta”, abandonando as duas mulheres ensanguentadas no chão.


Uma das vítimas ficou tão gravemente ferida que, conforme conta uma senhora inglesa que as ajudou depois do ataque, “seu rosto parecia estar pendurado”.  


(As duas senhoras, de 64 e 30 anos, estão em estado grave num hospital londrino. Foto: London News Pictures)


“Foi horrível. Seu rosto parecia estar pendurado ao corpo, eu fiquei tentando colocar o rosto de volta no lugar certo. Os ferimentos eram definitivamente do tipo que mudam a vida de uma pessoa”, relatou a mulher. “Ela foi atingida no rosto e na cabeça, e a outra senhora foi atingida só na cabeça. Estou preocupada que elas não vão conseguir sobreviver”.


Ainda de acordo com a testemunha, o suspeito andava pela estrada em sua bicicleta, balançando o martelo nas mãos, enquanto ela tentava enfaixar o rosto de uma das vítimas. “Ela estava sufocando em seu próprio sangue, então tivemos de sentar ela. Ela já estava inconsciente”.


(Casa onde o suspeito foi encontrado, de acordo com relatos. Foto: Dan Jones Images Ltd/The Sun UK/Reprodução)


As autoridades receberam várias ligações sobre o incidente, não só pedindo que o suspeito fosse encontrado, como também se propondo a ajudá-las. A comoção foi tão grande que um senhor chegou a seguir em seu carro o suspeito até a polícia poder chegar e prendê-lo. Xuereb estava há 2 quilômetros do local do ataque.


A polícia, frente ao ocorrido, agradeceu ao público pelo apoio no caso. “Estou extremamente orgulhosa dos meus colegas e da comunidade, que fizeram de tudo para levar essa parte da investigação a uma resolução segura”, declarou Jane Corrigan, detetive superintendente da polícia local. “Isso mostra o que pode ser alcançado quando todos trabalhamos juntos”.