Bizarro: mulher desenvolve condição que a impossibilita de ouvir os homens
Bizarro: mulher desenvolve condição que a impossibilita de ouvir os homens
Chamado de perda auditiva de baixa frequência, o distúrbio silencia as vozes masculinas, deixando o paciente capaz de ouvir apenas mulheres
Postado em 16/01/2019
Foto: Daily Mail

Semana passada, um caso inusitado ocorreu com uma jovem chinesa na cidade de Xiamen. Ela tinha acabado de acordar ao lado de seu namorado e, como de costume, ia desejar-lhe bom dia, quando, para sua surpresa, percebeu que não conseguia ouvi-lo. No começo, ela achou que ele estivesse fazendo algum tipo de brincadeira. Mas depois, notando não ser o caso, ela ficou imediatamente preocupada.  


Correndo para um hospital, então, a mulher, identificada apenas como Chen, foi atendida pela Dra. Lin Xiaoqing e ficou confusa ao se dar conta de que podia ouvi-la perfeitamente, embora não conseguisse ouvir nenhum dos enfermeiros da sala. 


“Ela conseguia me ouvir quando eu falava com ela, mas quando um paciente do sexo masculino chegou perto de nós, ela não escutava nada do que ele dizia”, relatou a médica.


(Chen apresentava um quadro chamado de perda auditiva de baixa frequência. Imagem: Wikimedia Commons)

Após alguns exames, então, a Dra. Xiaoqing concluiu que Chen tinha uma condição chamada de perda auditiva de baixa frequência (ou de inclinação invertida), um diagnóstico bastante raro no qual os pacientes ficam impossibilitados de ouvir sons de frequências mais graves (como as vozes masculinas). Segundo o Daily Mail, apenas uma em cada 13 mil pessoas com perda auditiva apresenta essa condição.


Conforme relatou a médica, o distúrbio pode ser causado por vários fatores, como infecção nos ouvidos, problemas genéticos ou tramas locais. Mas, no caso de Chen, as causas mais prováveis era, na verdade, estresse e falta de sono, uma vez que a jovem vinha trabalhando ultimamente longas jornadas durante a noite.


Felizmente para a moça, os médicos acreditam numa recuperação completa em pouquíssimo tempo, após concluído o tratamento, o qual inclui descanso e medicamentos à base de esteroides.