Vírus raro causa mortes na Índia e acende alertas de nova epidemia global
Vírus raro causa mortes na Índia e acende alertas de nova epidemia global
Autoridades locais e internacionais correm para conter a doença
Postado em 30/05/2018

Uma série de mortes no estado de Kerala, no sul da Índia, levou profissionais de saúde a emitirem um alerta global. Até o momento, pelo menos 14 pessoas faleceram após contraírem o chamado Nipah vírus, ou NiV, incluindo uma enfermeira de 31 anos que tratava outros pacientes infectados. 

    

O Nipah vírus é responsável por causar sintomas como inflamação do cérebro (encefalite) e graves problemas respiratórios, ambos sintomas mortais. A taxa aproximada de sobrevivência entre os infectados com o vírus, contra o qual ainda não há cura ou vacina, é de apenas 30%.



A Organização Mundial da Saúde (OMS) colocou o NiV na sua lista de prioridade para pesquisa, que reúne patologias com potencial para gerar novas epidemias globais e que ainda não possuem tratamentos disponíveis ou eficazes. Doenças conhecidas, como o Ebola e a Zika, também fazem parte dessa lista.


O primeiro registro documentado do Nipah vírus ocorreu em 1998, na Malásia, e, desde então, foram registrados mais de 600 casos em vários países próximos, como Bangladesh e Cingapura. Até o momento, a maneira mais conhecida de transmissão do vírus é pelo contato com morcegos, porcos, pássaros e outros animais infectados.


Autoridades e profissionais de saúde fizeram apelos à população para que não consumissem água ou alimentos que tenham entrado em contato direto ou que tenham sido consumidos pelas espécies transmissoras.


Por isso, se estiver indo ao sul da Índia, fique atento aos sinais da presença de animais, como morcegos e porcos, e tenha cuidado com aquilo que você come, especialmente frutas. Todo cuidado é pouco quando uma nova epidemia global pode estar no horizonte.