Eleições na Venezuela: fronteiras com Brasil fechadas até segunda-feira
Eleições na Venezuela: fronteiras com Brasil fechadas até segunda-feira
Ministério da Defesa venezuelano alega que medida deverá “garantir a segurança do eleitorado e do pleito”
Postado em 20/05/2018

Diante das eleições presidenciais que ocorrem neste domingo (20), o governo venezuelano decidiu, no último sábado (19), por fechar a sua fronteira com o Brasil. A decisão foi anunciada, no dia 18, pelo ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrinho, quem afirmou ainda que as fronteiras permanecerão fechadas até a manhã de segunda-feira (21).

 

De acordo com Padrinho, a medida foi tomada como meio de garantir a segurança tanto do eleitorado quanto do pleito durante a votação. Embora polêmico, esse não é o primeiro episódio de fechamento das fronteiras em período eleitoral no governo de Nicolás Maduro . "A República Bolivariana da Venezuela, cada vez que tem um processo eleitoral, fecha a fronteira para resguardar a soberania territorial e também para que as Forças Armadas controlem todo território nacional, e isso se inclui a fronteira", elucidou José Martí Uriana, cônsul-adjunto da Venezuela em Roraima.

 

A divisa entre os dois países tem presenciado, nos últimos anos, um enorme fluxo de imigrantes venezuelanos para o território brasileiro. Dentre os motivos mais evidentes está a crise econômica, política e de abastecimento que assola o país de Maduro.